A localização do município de Rondonópolis oferece condições adequadas dentro do mapa estratégico da FAB

Uma nova base da Força Aérea Brasileira poderá ser instalada em Mato Grosso. Estudos do Estado-Maior da Aeronáutica indicam a necessidade da implantação de uma Base Aérea em Rondonópolis, principal cidade da região Sudeste do Estado – a 200 quilômetros de Cuiabá. O anúncio foi feito pelo tenente-brigadeiro do Ar, Nivaldo Luiz Rossato, comandante da Aeronáutica, durante café da manhã com o senador Wellington Fagundes (PR-MT), relator setorial do Orçamento Geral da União para Justiça e Defesa.

Os estudos de viabilidade, de acordo com o tenente brigadeiro, levam em conta vários aspectos. Entre eles, a questão geográfica para realizações de tarefas que garantam a segurança do espaço aéreo brasileiro. A localização de Rondonópolis, de acordo com o oficial, oferece condições adequadas dentro do mapa estratégico da FAB.

“Uma base aérea representa muito para o desenvolvimento do Estado, sobretudo com vasta fronteira e imensas áreas não habitadas como é o caso de Mato Grosso. Faremos os esforços que forem necessários” – frisou o senador republicano.

Presidente da Frente Parlamentar de Logística de Transporte e Armazenagem (Frenlog), Fagundes tem mostrado a importância de promover uma melhor infraestrutura aeroportuária no Estado. O processo de privatização em bloco, que acontecerá no ano que vem, deverá representar um grande salto de qualidade no sistema. Ao mesmo tempo, permitir que haja investimentos em outros aeródromos, como da cidade de Cáceres, na região Oeste.

Além dessa Base Aérea, o comandante da Aeronáutica destacou a importância que o Campo de Provas Brigadeiro Veloso, em Serra do Cachimbo, no Sul do Pará, oferecerá à Mato Grosso, especialmente a região Norte do Estado. Os benefícios se darão como resultado do centro de pesquisas dedicado a transferência tecnológica prevista no projeto Gripen N, caça sueco de múltiplo emprego adquirido pelo Brasil. Trata-se de um programa de alta tecnologia que promoverá reflexos em toda a indústria nacional de defesa.

No encontro, Rossato enfatizou a importância de Mato Grosso face à segurança nacional e voltou a ressaltar a localização estratégica do Estado, no centro da América do Sul, e de sua forte influência sobre a economia nacional, por meio de destacada produção agropecuária, mineral e recursos hídricos. Ainda dentro da área de segurança, observou a relação área territorial imensa versus população ainda pequena.

No encontro, o oficial também agradeceu o empenho e a forma de trabalho do senador Wellington Fagundes na relatoria setorial do Orçamento. Segundo ele, houve completa interação entre a disponibilidade orçamentária e a definição das prioridades do Ministério da Aeronáutica. “Agradeço o trabalho que Vossa Excelência executou em prol da Aeronáutica como relator setorial do Orçamento para 2019” – disse.

Da assessoria